A Cruz é a Espada

Trecho

(…)

Quando eu quis tocar o fluido abrasivo escuro que me atava em medos; quando fui inocente e quis abraçar-me a mim mesma desesperadamente; foi quando eu vi erguer-se no meio da brasa, entre as chamas, a espada dourada, levemente inclinada. Desde então (ou desde sempre?) sigo dramaticamente as pistas que me levam a derrotar-me a mim mesma, eternamente, por amor à verdade.